for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

EUA confirmam 14º caso de coronavírus em paciente de San Diego

Passageiros desembarcam em San Diego depois de serem retirados da cidade chinesa de Wuhan, epicentro do surto do novo coronavírus 05/02/2020 REUTERS/Denis Poroy

LOS ANGELES (Reuters) - Uma segunda pessoa transferida de Wuhan, na China, para uma base da Marinha dos Estados Unidos próxima de San Diego foi diagnosticada com o novo coronavírus, elevando para 14 o total de casos confirmados no país, disseram os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) na quarta-feira.

O paciente foi um dos 232 indivíduos colocados em quarentena na Estação Aérea do Corpo de Fuzileiros Navais de Miramar depois de serem retirados de avião do epicentro do surto de coronavírus em Wuhan no início deste mês, disse a porta-voz do CDC, Ana Toro.

Um caso anterior de coronavírus foi documentado na segunda-feira no mesmo grupo de pessoas, disse o órgão.

Segundo autoridades do CDC, parece que os dois pacientes de San Diego foram expostos separadamente ao vírus na China. Os dois chegaram a Miramar em aviões diferentes e foram postos em instalações separadas na base, e desde então foram hospitalizados.

“A esta altura, não existe nenhum indício de disseminação pessoa a pessoa do vírus na instalação de quarentena, mas o CDC realizará uma investigação de contato minuciosa como parte de sua atual estratégia de reação para detectar e conter qualquer caso de infecção deste vírus”, disse o médico Christopher Braden, vice-diretor do Centro Nacional de Doenças Infecciosas Emergentes e Zoonóticas do CDC.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up