for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Jeff Bezos cria fundo de US$10 bi para combate a mudanças climáticas

Jeff Bezos 07/03/2017 REUTERS/Joshua Roberts

NOVA YORK (Reuters) - O presidente-executivo da Amazon, Jeff Bezos, criou um fundo de 10 bilhões de dólares para financiar cientistas, ativistas, organizações não lucrativas e outros grupos que atuam em defesa do meio-ambiente e contra as mudanças climáticas, anunciou o bilionário nesta segunda-feira.

Bezos, que é o homem mais rico do mundo, é um dos poucos bilionários do mundo a dedicar fundos relevantes para combater o impacto do aquecimento global.

“As mudanças climáticas são a maior ameaça a nosso planeta”, afirmou Bezos em mensagem no Instagram. “Eu quero trabalhar junto de outros para amplificar soluções conhecidas e explorar novas formas de se combater o impacto devastador das mudanças climáticas sobre este planeta que todos compartilhamos.”

O Fundo Bezos para a Terra (Bezos Earth Fund) vai começar a conceder recursos neste ano, como parte da iniciativa.

“Vai ser preciso ação coletiva das grandes companhias, das pequenas companhias, dos Estados, de organizações globais e dos indivíduos”, disse Bezos.

O combate aos efeitos das mudanças climáticas se tornou uma causa popular para bilionários dos Estados Unidos nos últimos anos. Bill Gates, Michael Bloomberg e o gestor de fundos de hedge Tom Steyer estão entre os maiores filantropistas globais dedicados à causa do meio-ambiente. No ano passado, Bezos prometeu que a Amazon será neutra em carbono até 2040, a primeira grande corporação a anunciar tal meta, e anunciou que a empresa vai comprar 100 mil veículos elétricos de entrega de produtos da norte-americana Rivian Automotive.

Por Laila Kearney

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up