for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ações europeias tocam máxima recorde com queda em novos casos de coronavírus e esperança de estímulo da China

(Reuters) - As ações europeias atingiram um novo recorde nesta quarta-feira, com o declínio no número de novos casos de coronavírus e as esperanças de mais estímulos de Pequim ajudando a compensar os temores de um impacto sustentado na oferta e demanda global.

Tela com índice DAX, da Bolsa de Frankfurt. 19/02/2020. REUTERS/Staff

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,8%, a 1.691 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,83%, a 434 pontos, liderado por fabricantes de chips que foram atingidas na sessão anterior por um alerta de vendas da Apple devido ao surto.

Dialog Semiconductor, STMicroelectronics e AMS AG estiveram os melhores desempenhos do dia.

Reforçando as previsões de que a epidemia pode diminuir em abril, dados mostraram que o número de novos casos de vírus na China caiu pelo segundo dia consecutivo. As crescentes esperanças de que a China reduzirá sua taxa básica de juros na quinta-feira para conter os danos causados pelo surto também forneceram apoio.

“É uma questão de quão rapidamente a China pode voltar ao normal”, disse Andrea Cicione, chefe de estratégia da TS Lombard.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,02%, a 7.457 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,79%, a 13.789 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,90%, a 6.111 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,01%, a 25.477 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,78%, a 1.083 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,87%, a 5.435 pontos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up