for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Minério de ferro na China tem forte queda com piora em perspectivas de demanda

03/12/2013 REUTERS/David Gray

MANILA (Reuters) - Os futuros do minério de ferro na China tiveram forte queda nesta segunda-feira e quase atingiram o limite diário de baixa, à medida que um pânico gerado pela epidemia de coronavírus e a derrocada dos preços do petróleo impactaram os mercados financeiros.

O sentimento do mercado ainda sofreu com preocupações sobre a demanda pela commodity após uma empresa do grupo Baowu Steel, maior produtor de aço da China, ter registrado um incêndio em um de seus altos-fornos.

A Baosteel, braço listado do grupo, no entanto, buscou aliviar temores no domingo, ao afirmar que o incidente terá impacto limitado sobre sua produção de ferro fundido este ano, uma vez que a instalação deve retomar operação na terça-feira.

O minério de ferro na bolsa de Dalian chegou a cair 5,8%, mas fechou com perdas de 2,7%, a 640 iuanes (92,13 dólares) por tonelada.

Os futuros na bolsa de Cingapura chegaram a recuar 4,4%, mas caíram 1,7% à tarde.

“A disseminação global do coronavírus está resultando em choques simultâneos de oferta e demanda. Nós esperamos que esses choques desacelerem materialmente a atividade econômica, particularmente no primeiro semestre deste ano”, disse a Moody’s Investor Service em comunicado.

Mais de 110 mil pessoas já foram infectadas pelo vírus pelo mundo e 3.800 morreram, segundo dados compilados pela Reuters de anúncios oficiais.

Os futuros do vergalhão de aço na bolsa de Xangai perderam 0,3%.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up