for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Tartaruga rara põe ovos em praia tailandesa sem turistas

13/03/2020 Eleanor Briggs/Wildlife Conservation Society/Handout via REUTERS

BANGCOC (Reuters) - Uma tartaruga gravemente ameaçada emergiu do mar para botar pelo menos 80 ovos em uma praia tailandesa poucos minutos antes do início do Dia Mundial do Meio Ambiente --apenas um sinal de como a vida selvagem está aproveitando ao máximo a limitação do movimento humano por causa da pandemia de coronavírus.

A tartaruga do mar Hawksbill escolheu uma praia em Koh Samui, uma ilha normalmente visitada por vários milhões de pessoas a cada ano, e foi rastreada por veterinários graças a um chip digital implantado.

Integrantes do parque nacional e de conservação da vida selvagem estavam no local para coletar uma amostra de sangue e verificar a saúde da tartaruga, que eles estimam ter cerca de 30 anos.

Os números da Hawksbill reduziram significativamente por causa do comércio de seus cascos, que agora é ilegal.

Mas 2020 tem sido um ano marcante para as tartarugas na Tailândia, que registrou o maior número de ninhos de tartarugas marinhas raras em duas décadas, encontrados em praias vazias, sem turistas.

O reino foi visitado por quase 40 milhões de pessoas em 2019, mas espera-se que esse número caia para cerca de 14 milhões este ano devido ao impacto do coronavírus nas viagens globais.

Com as infecções locais diminuindo e as restrições sendo abrandadas, a Tailândia espera recuperar o turismo, que representa 12% de sua economia.

Conservacionistas locais disseram que somente em Koh Samui, as tartarugas botaram ovos em mais de uma dúzia de ocasiões nos últimos quatro meses.

Reportagem de Prapan Chankaew

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up