28 de Outubro de 2015 / às 15:16 / em 2 anos

Blatter culpa Platini, Inglaterra e EUA por "ataques" contra ele e Fifa

MOSCOU (Reuters) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, que foi suspenso pelo comitê de ética da entidade, acusou o presidente da Uefa, Michel Platini, a Inglaterra e os Estados Unidos de fazerem ataques contra ele e a federação internacional de futebol, em entrevista à agência de notícias russa Tass, na qual elogiou o líder russo, Vladimir Putin.

Presidente da Fifa, Joseph Blatter, acompanha torneio batizado com seu nome em sua cidade natal, Ulrichen, na Suíça. 22/08/2015 REUTERS/Denis Balibouse

Blatter está cumprindo uma suspensão de 90 dias imposta pelo comitê de ética pendente investigação de um pagamento de dois milhões de francos suíços que ele fez a Platini em 2011 - um caso que também faz parte de uma investigação criminal suíça.

O presidente da Fifa, que ocupa o cargo desde 1998, disse que a política está por trás dos “ataques” contra ele que se seguiram ao indiciamento de dirigentes, incluindo o brasileiro José Maria Marin, e executivos de marketing esportivo por parte de promotores norte-americanos, em maio.

“No início era apenas um ataque pessoal. Era Platini contra mim. Ele começou, mas depois tornou-se política”, disse o suíço, de 79 anos, na entrevista publicada nesta quarta-feira.

“E quando é política, não é mais Platini contra mim. Então passa a ser aqueles que perderam a Copa do Mundo. Inglaterra contra a Rússia. Eles perderam a Copa do Mundo. E os EUA perderam a Copa do Mundo para o Catar”, afirmou.

“Mas você não pode destruir a Fifa. A Fifa não é um banco suíço. A Fifa não é uma empresa comercial. Então, o que eles têm feito em conjunto com a Suíça, eles criaram esse ataque contra a Fifa e o presidente da Fifa”, acrescentou.

Blatter disse que a Rússia “nunca vai perder a sede da Copa do Mundo” que o país ganhou o direito de sediar em 2018, apesar dos apelos de alguns, especialmente na Grã-Bretanha, para que o torneio seja retirado dos russos.

Apontando a Inglaterra como “mau perdedora”, ele disse: “Na Grã-Bretanha criaram este belo jogo, eles introduziram o fair play. Mas houve apenas um voto para a Inglaterra. Eles foram eliminados na primeira rodada. Ninguém queria a Inglaterra”.

Blatter disse que os preparativos da Rússia para o torneio estavam indo bem e elogiou Putin, a quem descreveu como um “bom amigo de Joseph Josephovich”, referindo-se a si mesmo.

“Você sabe o que eu gosto na Rússia é que também em situações difíceis ainda tenho o total apoio do presidente Putin. Isso é bom. E eu o apoio em todas as discussões, em todas as situações”, disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below