September 13, 2018 / 6:02 PM / a month ago

Sou meu maior inimigo na busca do título, diz Vettel em Cingapura

CINGAPURA (Reuters) - Sebastian Vettel acredita que a Ferrari é sua pior inimiga na corrida pelo título da Fórmula 1, mas acredita que consegue superar o líder do campeonato, Lewis Hamilton, nas sete corridas restantes se ele e a equipe evitarem grandes erros.

Vettel no GP da Itália 1/9/2018 REUTERS/Stefano Rellandini

O alemão de 31 anos ficou 30 pontos atrás de Hamilton depois que uma colisão com o britânico vencedor da prova o obrigou a lutar para terminar em quarto lugar em Monza, uma de várias corridas em que Vettel desperdiçou uma boa posição.

    “Acho que meu maior inimigo sou eu”, disse o tetracampeão mundial aos repórteres nesta quinta-feira, antes do Grande Prêmio de Cingapura.

    “Temos um ótimo carro e temos todas as chances de fazer as coisas do nosso jeito. Obviamente Lewis é o líder, está na frente, mas ainda temos uma ótima chance e sinto que cabe a nós não perdê-la”.

    “Contanto que nos cuidemos, temos chance de vencer corridas, e se o fizermos as coisas prometem”, acrescentou.

    Vettel é o piloto mais bem-sucedido em Cingapura, tendo vencido quatro vezes no circuito de rua de Marina Bay desde que o local estreou na categoria em 2008, por isso está contente de estar de volta a um de seus cenários favoritos.

“Eu gosto de vir aqui, eu gosto da pista. É a corrida mais difícil que temos o ano todo, mental e fisicamente por várias razões. Você nunca se sente pronto para isso, mas está feliz quando começa e eu estou ansioso para isso”, disse ele.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below