September 18, 2018 / 11:18 AM / a month ago

Rússia diz que Israel tem culpa indireta por abate de avião russo sobre Síria

MOSCOU (Reuters) - A Rússia acusou Israel nesta terça-feira de causar indiretamente a queda de um avião militar russo perto do litoral mediterrâneo da Síria, e ameaçou retaliar o que descreveu como um ato hostil do Estado judeu.

General russo Sergei Rudsko concede entrevista coletiva em Moscou, com mapa ao fundo mostrando territórios de Israel, Jordânia, Líbano e Síria 02/08/2018 Alexander Zemlianichenko/Pool via Reuters

O Ministério da Defesa da Rússia disse que a aeronave de reconhecimento Il-20, que tinha 15 militares russos a bordo, foi abatida por baterias antiaéreas da Síria, aliada de Moscou, em um incidente de fogo amigo.

Mas o ministério disse ter responsabilizado Israel porque, na ocasião do incidente, caças israelenses realizavam ataques aéreos contra alvos sírios e só deram um minuto de aviso a Moscou, criando o risco de a aeronave russa ser pega no fogo cruzado.

“Vemos as ações dos militares israelenses como hostis”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov, à televisão estatal russa. “Em resultado das ações irresponsáveis dos militares israelenses, 15 militares russos pereceram”.

Os militares de Israel não quiseram comentar, e tampouco o gabinete do primeiro-ministro e o Ministério de Relações Exteriores.

O ministro russo da Defesa, Sergei Shoigu, conversou com seu equivalente israelense, Avigdor Lieberman, e lhe disse que Moscou responsabiliza Israel totalmente pelo abate do avião, relataram agências de notícias russas. O Ministério da Defesa de Israel confirmou a ligação, mas não quis dar maiores detalhes.

Moscou disse que seu avião desapareceu dos radares quando se aproximava para pousar na base aérea de Hmeymim, no oeste líbio, na noite de segunda-feira, ocasião em que caças israelenses e embarcações da Marinha francesa realizavam ataques aéreos contra alvos na mesma área da Síria.

A França negou ter lançado qualquer ataque com mísseis.

De acordo com o ministério, os caças F-16 de Israel envolvidos nos bombardeios usaram o avião russo como cobertura para se aproximarem de seus alvos no solo sem serem alvejados pela artilharia antiaérea síria.

“Escondendo-se atrás da aeronave russa, os pilotos israelenses a colocaram na linha de fogo de sistemas antiaéreos sírios. Em resultado, o Il-20... foi abatido pelo sistema de mísseis (sírio) S-200”, disse Konashenkov.

Ele disse que os pilotos israelenses “não poderiam ter deixado de ver a aeronave russa, já que ela se aproximava para pousar de uma altura de 5 quilômetros. Apesar disso eles realizaram esta provocação deliberadamente”, afirmou Konashenkov.

Reportagem adicional de Tom Balmforth e Andrew Osborn, em Moscou; Maayan Lubell, em Jerusalém; John Irish e Sophie Louet, em Paris; Phil Stewart, em Washington; e Nayera Abdallah, no Cairo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below