November 26, 2018 / 1:48 PM / 13 days ago

Rússia resiste a apelos ocidentais para libertar navios ucranianos capturados

Embarcações ucranianas apreendias pela Rússia em porto de Kerch 26/11/2018 REUTERS/Pavel Rebrov

Por Andrew Osborn e Maxim Rodionov

MOSCOU (Reuters) - A Rússia resistiu nesta segunda-feira a apelos ocidentais para que liberte três embarcações militares ucranianas que alvejou e apreendeu perto da Crimeia no fim de semana, uma medida que desencadeou a crise mais perigosa entre Moscou e Kiev em anos.

As relações estão tensas desde que a Rússia anexou a Crimeia em 2014 e deu apoio a uma insurgência pró-Moscou no leste da Ucrânia, e o incidente cria o risco de lançar as duas nações em um conflito mais amplo.

O serviço de segurança russo FSB disse que barcos de sua patrulha de fronteira apreederam duas pequenas embarcações de artilharia blindadas e um rebocador da Ucrânia depois de disparar contra elas e ferir marinheiros no domingo.

O FSB ainda informou que abriu um processo criminal devido ao que classificou como a entrada ilegal dos navios em águas territoriais russas.

Maria Zakharova, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores russo, acusou a Ucrânia de enviar os navios para provocar a Rússia deliberadamente e disse que o diplomata de turno da embaixada ucraniana em Moscou será convocado para debater o incidente.

Kiev negou que seus navios tenham feito algo errado e acusou a Rússia de agressão militar. O presidente Petro Poroshenko se reuniu com seus principais chefes militares e de segurança na noite de domingo para tratar da crise, e o Parlamento ucraniano deve estudar ainda nesta segunda-feira uma proposta para impor a lei marcial durante 60 dias.

O rublo iniciou o pregão 0,4 por cento mais fraco do que o dólar em Moscou, seu valor mais baixo desde meados de novembro, e os títulos russos atrelados ao dólar recuaram.

Os mercados estão altamente sensíveis a qualquer coisa que possa provocar novas sanções ocidentais contra Moscou, e com isso enfraquecer a economia russa. Uma queda no preço do petróleo —a maior fonte de renda da Rússia— tornou sua economia mais vulnerável.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below