March 20, 2019 / 3:32 PM / 7 months ago

EXCLUSIVO-Trident toma dianteira em negociação de Pampo e Enchova com Petrobras, dizem fontes

Por Gram Slattery e Carolina Mandl

Logo da Petrobras no prédio da empresa em São Paulo 20/02/2018 REUTERS/Paulo Whitaker

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - A Trident Energy, subsidiária da Warburg Pincus, está em negociações exclusivas com a Petrobras para adquirir um par de polos petrolíferos brasileiros, disseram duas fontes com conhecimento sobre o assunto esta semana, enquanto a estatal se move para realizar desinvestimentos.

A Petrobras havia concordado em julho em entrar em negociações exclusivas com a Ouro Preto Óleo e Gás, brasileira do setor apoiada pela empresa de private EIG Global Energy Partners, para vender seus clusters de petróleo em águas rasas de Pampo e Enchova, no litoral do Rio de Janeiro.

Na época, os clusters foram avaliados em cerca de 1 bilhão de dólares. No entanto, a Ouro Preto depois cortou sua oferta para os campos, fazendo com que a Petrobras saísse da mesa de negociação, informou a Reuters em janeiro.

Desde então, a Petrobras entrou em negociações exclusivas com a Trident Energy, que fez ofertas pelos campos em 2018, mas não entrou em negociações diretas com a Petrobras anteriormente porque sua proposta estava abaixo da realizada pela Ouro Preto, de acordo com as fontes.

Criado por ex-executivos da petrolífera independente anglo-francesa Perenco em 2016, o portfólio da Trident é composto por ativos de produção localizados na Guiné Equatorial. Uma aquisição dos clusters Pampo e Enchova na Bacia de Campos do Brasil marcaria sua primeira posição fora da África.

A Petrobras e a Trident não responderam aos pedidos de comentários.

A Petrobras está atualmente desinvestindo uma ampla gama de campos petrolíferos maduros, onshore e offshore, entre outros ativos, em uma tentativa de reduzir dívidas e ampliar o foco nas águas profundas do pré-sal do Brasil.

Na semana passada, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse esperar que a empresa conclua 10 bilhões de dólares em desinvestimentos nos primeiros quatro meses de 2019.

A negociação rápida da Petrobras com a Trident, após o colapso das conversas com a Ouro Preto, ilustra a determinação da empresa de avançar com essas vendas de ativos. No entanto, eles também ilustram a natureza muitas vezes complexa desses desinvestimentos.

Caso a Petrobras e a Trident cheguem a um acordo, disseram as fontes, a Petrobras provavelmente realizará uma rodada final de novas ofertas, na qual partes concorrentes, incluindo a Ouro Preto, podem apresentar propostas finais para Pampo e Enchova, desde que essas ofertas tenham os mesmos termos contratuais dos propostos pela Trident.

Juntas, Pampo e Enchova produziram quase 39 mil barris de óleo equivalente por dia, segundo dados de julho, tornando-se o maior ativo de produção madura no portfólio de desinvestimento da Petrobras.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below