April 10, 2020 / 8:37 PM / 4 months ago

Game da Nintendo é retirado de plataformas chinesas após protesto em Hong Kong

HONG KONG (Reuters) - Um videogame da Nintendo foi retirado das plataformas de comércio eletrônico do mercado cinza da China, segundo checagem da Reuters, depois que o ativista de Hong Kong Joshua Wong usou o jogo para protestar contra o domínio do território chinês por Pequim.

O game, “Animal Crossing: New Horizons”, é um simulador social colorido no qual os jogadores podem decorar sua própria ilha e convidar outros a visitar. Tornou-se um sucesso instantâneo após lançamento no mês passado e tem sido usado por muitos jogadores para interagir e simular cenários da vida real enquanto estão presos em casa por causa de medidas para conter a pandemia de coronavírus.

Joshua Wong, um ativista pela democracia em Hong Kong, levou seus protestos ao jogo na semana passada e postou no Twitter uma captura de tela de sua ilha decorada com uma faixa dizendo: “Hong Kong livre, revolução agora”.

A China tem regras rígidas sobre o conteúdo de videogames, filmes e música, censurando tudo o que acredita violar os valores socialistas fundamentais. As empresas de jogos também precisam buscar licenças para os games que desejam publicar.

A Nintendo lançou as vendas do console na China com a gigante Tencent [0700.HK] em dezembro, mas os jogadores na China só podem acessar conexões multiplayer para jogos como Animal Crossing através de edições estrangeiras disponíveis no mercado cinza e através de plataformas como Pinduoduo e Taobao.

No entanto, desde a publicação no Twitter de Joshua Wong, as pesquisas por “Animal Crossing: New Horizons” não mostram resultados no Pinduoduo e Taobao, do Alibaba, e alguns fornecedores estão tentando contornar a repressão, direcionando potenciais compradores para listagens que vendem o jogo sem usar seu título na descrição.

Alguns jogadores do Animal Crossing na China criaram cenários que espelham o mundo real, com pontos de verificação de temperatura e avatares usando máscaras.

Desde então, Joshua Wong compartilhou fotos de sua ilha mostrando retratos do presidente chinês, Xi Jinping, e do chefe da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom, em uma simulação de funeral com uma placa dizendo “pneumonia de Wuhan”.

Não está claro se a retirada do jogo é uma diretiva do regulador de conteúdo da China ou um ato voluntário de plataformas de comércio eletrônico politicamente sensíveis.Representantes de Alibaba e Pinduoduo não estavam disponíveis imediatamente para comentar na tarde de sexta-feira. ((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447753)) REUTERS AAJ

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below