for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Navio da Marinha dos EUA transita pelo Estreito de Taiwan no mesmo dia de exercícios de caças chineses

TAIPEI (Reuters) - Um destróier de mísseis guiados da Marinha dos Estados Unidos navegou pelo sensível Estreito de Taiwan na sexta-feira, disseram os militares dos EUA e de Taiwan, no mesmo dia em que os caças chineses sobrevoaram águas próximas à ilha governada democraticamente.

A China, que considera Taiwan de seu domínio, tem ficado irritada com o apoio intensificado do governo de Donald Trump à ilha, com ações que incluíram mais vendas de armas, patrulhas dos EUA nas proximidades e uma visita a Washington pelo vice-presidente eleito, William Lai, em fevereiro.

Taiwan e China também estão envolvidas em uma briga amarga sobre a falta de adesão à Organização Mundial de Saúde durante o surto de coronavírus, por causa das objeções de Pequim, que a considera apenas uma província chinesa.

A frota do Pacífico dos EUA deu nome ao navio que navegava pelo estreito de Taiwan de Arleigh Burke, da classe USS Barry.

Também na sexta-feira, Taiwan disse que os bombardeiros chineses H-6 e caças J-11 realizaram novamente exercícios acima das águas a sudoeste. A força aérea de Taiwan acompanhou as operações de perto.

Taiwan tem reclamado repetidamente das pressões militares pela China durante a crise do vírus.

Por Ben Blanchard

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up