August 19, 2014 / 12:22 AM / 4 years ago

Dilma admite que país não tem saúde "minimanente razoável"

BRASÍLIA (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff, que concorre à reeleição, admitiu nesta segunda-feira que o sistema de saúde do país não tem uma situação “minimamente razoável” mesmo após quase 12 anos de governo petista.

Dilma concedeu entrevista ao Jornal Nacional nesta segunda e ao ser questionada se considerava que a situação do sistema de saúde no Brasil podia ser classificada como minimamente razoável, ela disse que não.

“Não, não acho. Até porque o Brasil precisa de uma reforma federativa”, argumentou Dilma tentando explicar que o governo federal não poderia ser responsabilizado por todos os problemas.

Um pouco antes, quando discorria sobre o programa Mais Médicos, que importou médicos de outros países para atender no Sistema Único de Saúde (SUS), a presidente já havia dito que nessa área o governo tem desafios a serem vencidos.

“Nós tivemos e ainda temos muitos desafios a enfrentar na saúde”, afirmou.

Reportagem de Jeferson Ribeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below