9 de Março de 2017 / às 22:13 / 8 meses atrás

Venda de cimento no Brasil mantém trajetória de queda em fevereiro

SÃO PAULO (Reuters) - Os fabricantes de cimento do Brasil continuaram registrando queda de vendas em fevereiro, com recuo de 15,3 por cento no volume comercializado no mês passado sobre o mesmo período de 2016, informou a associação que representa os produtores, Snic.

O setor apurou vendas de 3,9 milhões de toneladas de cimento em fevereiro, após 4,6 milhões um ano antes.

Na comparação por dia útil, melhor indicador da indústria por considerar o número de dias trabalhados, as vendas de cimento no mercado interno em fevereiro de 2017 subiram 8,6 por cento em relação a janeiro, mas caíram 11 por cento sobre fevereiro do ano passado.

No primeiro bimestre, o setor acumula queda de 9 por cento nas vendas no país, a 8,22 milhões de toneladas, segundo o Snic. A queda, porém, é menos intensa que o recuo de 13,8 por cento acumulado nos dois primeiros meses do ano passado.

A indústria brasileira de cimento deve amargar em 2017 o terceiro ano de queda nas vendas e alcançar um nível de capacidade ociosa perto dos 50 por cento. A expectativa para este ano é de queda de 5 a 7 por cento nas vendas, disse em janeiro o presidente do Snic, Paulo Camillo Penna.

Em fevereiro, todas as regiões apresentaram queda nas vendas na comparação anual, com destaque para o recuo de 26,7 por cento no Centro-Oeste e recuo de 16 por cento no Nordeste. A região Sudeste teve baixa de 13,4 por cento, o Sul apresentou recuo de 13,9 por cento e o Norte teve queda de 9,1 por cento.

Por Alberto Alerigi Jr.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below