April 13, 2017 / 8:49 PM / a year ago

Depoimentos de executivos da Odebrecht serão anexados a 3 inquéritos em curso no STF

BRASÍLIA (Reuters) - Depoimentos de executivos da Odebrecht prestados em delação premiada serão anexados a três inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF) e outras apurações em curso no Superior Tribunal de Justiça e na Justiça Federal do Distrito Federal, conforme solicitação feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e aceita pelo ministro Edson Fachin, relator da operação Lava Jato na Suprema Corte.

Esses inquéritos do STF que contarão com as delações da Odebrecht referem-se a importantes personagens: no primeiro deles constam como investigados os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva; no segundo, o maior inquérito em número de alvos da primeira lista de Janot, de março de 2015; e, por último, um que envolve o líder da maioria no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE) e o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso na operação.

No caso da remessa de depoimentos ao STJ, foi pedida autorização para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) utilizasse a documentação perante casos em curso naquele tribunal.

Fachin também autorizou que as delações dos executivos da Odebrecht sejam encaminhadas pela PGR às procuradorias da República no Paraná e no Distrito Federal para avaliar se é necessário instaurar investigações a respeito de pessoas que não têm foro privilegiado.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below