December 26, 2017 / 12:06 PM / 10 months ago

Dólar tem leve baixa ante real; BC volta a fazer leilão de linha

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar registrava leve baixas ante o real nesta terça-feira, acompanhando o mercado externo em dia de agenda tranquila e expectativa de volume mais fraco com muitos investidores fora do pregão para as comemorações de final de ano.

Notas de reais e dólares em uma casa de câmbio no Rio de Janeiro 10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes

O dia também contará com nova intervenção do Banco Central, que fará novo leilão de linha.

Às 10:02, o dólar recuava 0,29 por cento, a 3,3247 reais na venda, depois de acumular ganhos de 3,16 por cento por quatro semanas seguidas. O dólar futuro tinha queda de cerca de cerca de 0,40 por cento.

“O dólar segue o exterior, mas pode ter sua trajetória revertida com fluxos em dia de pouca liquidez”, afirmou o analista de câmbio da Correparti Corretora, Guilherme França Esquelbek.

No exterior, o dólar cedia ante divisas de países emergentes, como os pesos chileno e mexicano, e tinha leves variações frente a uma cesta de moedas.

O Banco Central brasileiro vai realizar nesta sessão novo leilão de venda de dólares com compromisso de recompra, conhecido como leilão de linha, de até 2 bilhões de dólares, com datas de liquidação de compra em 2 de fevereiro e 2 de março de 2018. O leilão não é para rolar contratos existentes.

Segundo o BC, o estoque total desses contratos é de 6 bilhões de dólares, dos quais 2 bilhões de dólares vencendo em 2 de fevereiro de 2018, 500 milhões de dólares em 2 de março de 2018 e 3,5 bilhões de dólares em 3 de abril de 2018.

Com a agenda política, econômica e corporativa esvaziada pelas festas de fim de ano, os investidores evitavam tomar posições agora.

Nas últimas semanas, cresceram os temores de que o Brasil possa ser rebaixado novamente pelas agências de classificação de risco depois que o governo não conseguiu votar neste ano a reforma da Previdência, considerada essencial para colocar as contas públicas em ordem.

A votação da matéria está agendada para ocorrer em fevereiro na Câmara dos Deputados, onde o governo do presidente Michel Temer ainda não conseguiu apoio político suficiente.

Por Claudia Violante

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below