May 8, 2018 / 10:14 PM / 4 months ago

Geddel, irmão e mãe viram réus por lavagem e associação criminosa no STF

BRASÍLIA (Reuters) - A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu tornar réus o ex-ministro Geddel Vieira Lima, seu irmão, o deputado Geddel Vieira Lima (MDB-BA), e a mãe deles, Marluce Vieira Lima, pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa no caso que ficou famoso sobre o apartamento em Salvador onde foram encontrados 51 milhões de reais, a maior apreensão em dinheiro vivo da história da Polícia Federal.

Geddel Vieira Lima (de branco) chega a hangar da Polícia Federal em Brasília 08/09/2017 REUTERS/Adriano Machado

Por unanimidade, os cinco ministros da turma entenderam que existem indícios suficientes para abrir uma ação penal contra os três, além do ex-assessor Job Ribeiro Brandão e o empresário Luiz Fernando Machado da Costa Filho.

O colegiado, entretanto, rejeitou a denúncia contra o ex-diretor da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Pedreira Ferraz, por lavagem de dinheiro.

A denúncia, apresentada ao STF pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em dezembro passado, tem ligação com a apreensão dos recursos em um apartamento ligado a Geddel meses antes.

O ex-ministro do presidente Michel Temer —foi titular da Secretaria de Governo— e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva —ocupou a Integração Nacional— está preso desde setembro passado.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below