January 31, 2020 / 11:56 AM / 5 months ago

Brasileiros enviados para o México reclamam de medida do governo Trump

CIUDAD JUÁREZ, México (Reuters) - Perplexos, tristes e decepcionados, imigrantes brasileiros enviados dos Estados Unidos para o México nesta semana ficaram se perguntando como haviam acabado em um terceiro país.

Imigrantes brasileiros em abrigo no México 30/01/2020 REUTERS/Jose Luis Gonzalez

Os EUA começaram a enviar de volta ao México na quarta-feira alguns imigrantes brasileiros que haviam cruzado a fronteira, onde devem aguardar suas audiências em tribunais norte-americanos sob um programa conhecido como Protocolo de Proteção do Imigrante (MPP, na sigla em inglês).

Esse é um dos muitos mecanismos do governo do presidente norte-americano, Donald Trump, para reduzir o número de pessoas em busca de asilo na fronteira EUA-México. Desde o início do programa, há um ano, mais de 57 mil imigrantes não mexicanos foram deportados ao país.

“Eu não entendo por que fui enviada para cá”, disse a brasileira Tânia Costa, acrescentando que não entendia espanhol e estava impossibilitada de se comunicar com autoridades do México. “Por que eles me deportaram para o México e não para o Brasil?”.

Ela afirmou que autoridades norte-americanas não lhe explicaram que seria enviada para o México. A Patrulha de Fronteira dos EUA não respondeu de imediato a um pedido por comentários.

Dez imigrantes brasileiros foram deportados ao México sob o MPP na quarta-feira, de acordo com Enrique Valenzuela, que chefia os serviços de proteção civil no Estado de Chihuahua. O programa anteriormente era restrito a falantes da língua espanhola.

Costa e sua filha de 6 anos estavam entre os brasileiros deportados. Elas haviam saído de Belo Horizonte há apenas uma semana, disse.

“Ouvi falar de pessoas que conseguiram, então tentei também”, disse Costa. “Eu tinha uma audiência marcada, tudo estava marcado, mas eles não me deixaram ficar lá”.

Costa recebia ameaças de morte devido à dificuldade de pagar uma dívida, explicou, e por não ter emprego. “Eles disseram que, já que não queríamos voltar ao Brasil, porque éramos ameaçadas, então eles tinham que nos deportar para o México”.

A Patrulha de Fronteira norte-americana capturou cerca de 17.900 brasileiros na fronteira sudoeste do México no último ano fiscal, que começou em 1º de outubro de 2018. O número foi um aumento acentuado em relação às 1.500 detenções do ano anterior.

“Gostaria de voltar aos Estados Unidos”, disse Costa. “Eles nos deram uma data no tribunal, mas em abril. E não temos como voltar ao Brasil”.

Reportagem adicional de Brad Haynes, em São Paulo; Kristina Cooke, em Los Angeles; e Lizbeth Diaz, na Cidade do México

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below