for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Câmara rejeita afastamento de deputado Wilson Santiago imposto pelo STF

Plenário da Câmara dos Deputados 10/09/2019 REUTERS/Adriano Machado

(Reuters) - O plenário da Câmara dos Deputados rejeitou o afastamento do deputado Wilson Santiago (PTB-PB), que havia sido determinado pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, no âmbito de uma operação da Polícia Federal na qual o parlamentar é um dos investigados.

Os deputados aprovaram o parecer do relator do caso, Marcelo Ramos (PL-AM), contrário ao afastamento, por 233 votos a 170. Para manter a decisão de Celso de Mello, eram precisos os votos de 257 parlamentares, disse a Agência Câmara Notícias.

Em vez do afastamento, Ramos propôs a instauração de um processo contra Santiago no Conselho de Ética da Casa.

Em dezembro, a Polícia Federal deflagrou a operação Pés de Barro, que apura o superfaturamento de obras no interior da Paraíba, e cumpriu mandado de busca e apreensão no gabinete de Santiago na Câmara. À época da operação, o deputado disse ser vítima de um delator que busca incriminá-lo para obter vantagens junto à Justiça e que está à disposição das autoridades.

Por Eduardo Simões

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up