March 17, 2020 / 10:21 PM / 4 months ago

Bolsonaro promete entrevista conjunta com Maia, Alcolumbre e Toffoli na quarta-feira

Da esquerda para direita, Toffoli, Maia, Bolsonaro e Alcolumbre 28/05/2019 Marcos Correa/Presidência da República/Divulgação via REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - Depois de repetidamente afirmar que a reação à epidemia de coronavírus era uma histeria e que haveria interesses econômicos por trás da atenção que estava sendo dada a isso, o presidente baixou o tom, dizendo que apenas quer evitar o pânico entra a população e prometeu uma entrevista conjunta com os líderes do Legislativo e do Judiciário na quarta-feira.

“A minha mensagem é para que não se apavorem. Nós vamos ter que passar por essa onda. Agora, se o pânico chegar no meio da população tudo fica pior. Eu estou preocupado com a questão humanitária, de vidas, mas também com a questão econômica”, disse.

“Não pode ter histeria, se for para a histeria as consequências podem ser as piores possíveis. Tem que ter calma, vai passar.”

O presidente informou ainda que convidou os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado e Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, o Procurador-geral da República, Augusto Aras, do Tribunal de Contas da União, José Mucio Monteiro, para uma entrevista conjunta à imprensa na noite de quarta-feira.

“Para demonstrar a todos vocês que estamos unidos para combater o bom combate em uma causa comum, que é a questão do vírus que chegou, mas não é motivo de pânico. Essa sempre foi minha posição”, disse.

O encontro dos líderes dos três Poderes se dá após as manifestações no domingo, que foram estimuladas por Bolsonaro e que tiveram, entre seus pontos centrais, ataques contra justamente Maia, Alcolumbre e Toffoli.

Bolsonaro voltou a dizer que se a economia brasileira parar, o que pode acontecer com a decretação de quarentena, a situação econômica pode matar ainda mais pessoas que o vírus.

O presidente disse ainda que dará uma outra entrevista, no início da tarde de quarta, com seus ministros, depois de mais uma reunião do gabinete de crise sobre o coronavírus.

Reportagem de Lisandra Paraguassu

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below