for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Trabalhadores podem obedecer ao isolamento de Mandetta porque terão ajuda do governo, diz Guedes

Ministro da Economia, Paulo Guedes, ao lado do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante entrevista coletiva sobre o coronavírus 18/03/2020 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira que os trabalhadores podem obedecer ao isolamento para impedir a disseminação do coronavírus porque contarão com auxílio do governo para atravessar esse período.

“Agora somos atingidos por essa onda, que é da maior gravidade, estamos sob orientação do ministro (da Saúde, Luiz Henrique) Mandetta”.

Guedes disse que medidas emergencias destinadas à saúde das pessoas já estão em 200 bilhões de reais e podem subir. Nesse sentido, ele afirmou que tanto Mandetta quanto governadores e prefeitos “podem contar conosco”.

“Pessoas podem obedecer ao isolamento do Mandetta porque terão 200 bi”, disse Guedes.

Por Marcela Ayres

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up