for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Juiz homologa acordo e quase R$27 mi da leniência da J&F serão usados na compra de testes de coronavírus

Pesquisador da UFRJ trabalha no desenvolvimento de um novo teste de detecção do coronavírus 25/03/2020 REUTERS/Lucas Landau

BRASÍLIA (Reuters) - A Justiça Federal do Distrito Federal homologou na noite de quinta-feira uma proposta pela qual 27 milhões de reais em recursos do acordo de leniência da J&F, controladora da JBS, serão destinados para o compra de testes de detecção do novo coronavírus.

Essa destinação de recursos havia sido proposta pela força-tarefa do Ministério Público Federal da operação Greenfield e houve a concordância de representantes do grupo empresarial, em audiência virtual mediada pela Justiça na quinta.

O repasse será feito diretamente para a conta da Fundação Oswaldo Cruz e, segundo o MPF, ajudará a custear a compra de 1,8 milhão de kits de exames do novo coronavírus.

“O juiz determina que, após os procedimentos de praxe supramencionados, oficie-se/ordene-se a CEF (Caixa Econômica Federal) para que faça a transferência direta dos recursos para a conta informada pela beneficiária”, decidiu o juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara Federal de Brasília.

Procurado, o grupo J&F disse que não vai comentar o acordo firmado.

Reportagem de Ricardo Brito

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up