for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Renúncia de Bolsonaro é rejeitada por 59% dos brasileiros, diz Datafolha

01/04/2020 REUTERS/Ueslei Marcelino

(Reuters) - A renúncia do presidente Jair Bolsonaro em meio à sua atuação no combate ao novo coronavírus é rejeitada por 59% dos brasileiros, mostrou pesquisa do instituto Datafolha divulgada neste domingo.

Segundo o levantamento, 37% desejam que ele renuncie, conforme vem sendo pedido por políticos de oposição, e 4% não sabem dizer.

A pesquisa também apontou que, apesar de apenas 33% dos ouvidos considerarem a gestão da crise sanitária pelo presidente da República como boa ou ótima, 52% creem que ele tem condições de seguir liderando o país.

Para 44%, Bolsonaro perdeu tais condições, e 4% não souberam responder, mostrou a pesquisa publicada no site do jornal Folha de S.Paulo.

Na semana passada, ex-candidatos à Presidência da República, presidentes de partidos, ex-governadores e um governador da oposição divulgaram manifesto em que pediam a renúncia de Bolsonaro para evitar o agravamento da crise gerada pela pandemia do novo vírus.

A pesquisa Datafolha mostra que a renúncia do presidente tem maior apoio entre jovens (44%), mulheres (42%), os que têm até o ensino fundamental (40%) e quem tem renda mensal acima de 10 salários mínimos (39%).

Já a rejeição ao gesto tem maior apelo entre quem ganha de 5 a 10 mínimos (69%), homens (65%) e quem ganha de 2 a 5 mínimos (64%).

O Datafolha ouviu 1.511 pessoas, em pesquisa feita por telefone de 1º a 3 de abril. A margem de erro é de 3 pontos.

Por Marta Nogueira, no Rio de Janeiro

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up