for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Juiz do DF bloqueia recursos do fundo eleitoral e permite uso contra coronavírus

O Congresso Nacional pode ser visto pelas colunas do Palácio do Planalto durante o pôr do sol em Brasília. 12/04/2017. REUTERS/Ueslei Marcelino.

BRASÍLIA (Reuters) - A Justiça Federal de Brasília decidiu, nesta terça-feira, bloquear recursos bilionários dos fundos eleitoral e partidário e permitiu que o governo federal direcione os valores para combater o novo coronavírus ou para amenizar as consequências econômicas da pandemia.

A decisão do juiz Itagiba Catta Preta Neto foi tomada em uma ação popular, e a determinação foi divulgada pela assessoria de imprensa da Justiça Federal.

“Dos sacrifícios que se exigem de toda a Nação não podem ser poupados apenas alguns, justamente os mais poderosos, que controlam, inclusive, o orçamento da União”, disse o magistrado na decisão, acrescentando que a pandemia tem afetado de forma avassaladora a vida do país.

“Nesse contexto a manutenção de fundos partidários e eleitorais incólumes, à disposição de partidos políticos, ainda que no interesse da cidadania, se afigura contrária à moralidade pública, aos princípios da dignidade da pessoa Humana, dos valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e, ainda, ao propósito de construção de uma sociedade solidária”, afirmou.

Por Ricardo Brito; Edição de Pedro Fonseca

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up