April 17, 2020 / 7:51 PM / a month ago

Detento de 73 anos é primeira morte por coronavírus em presídios do país

Homem trabalha em obra de ampliação de cemitério no Rio de Janeiro 17/04/2020 REUTERS/Ricardo Moraes

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) informou nesta sexta-feira que um detento de 73 anos morreu em decorrência do novo coronavírus em uma unidade prisional do Rio de Janeiro onde cumpria pena em regime fechado, confirmando a primeira morte por Covid-19 em presídios do país.

O detento morreu na quarta-feira em um instituo penal da capital fluminense. A unidade onde ele estava detido é voltada para presos da terceira idade, e o idoso chegou a ser atendido duas vezes em uma unidade médica prisional com problemas de saúde.

“A unidade em que o preso se encontrava já está isolada e todos os atendimentos médicos, quando necessários, estão sendo realizados no local”, informou o Depen, citando informações obtidas com a Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro.

O Instituto Penal Cândido Mendes, onde o detento estava preso, tem capacidade para 246 internos, mas, no momento, está com 305 presos, segundo o Depen. No Brasil como um todo, há ao menos 54 casos confirmados da doença em presídios, e 181 em investigação.

O Rio de Janeiro já havia adotado medidas preventivas para evitar o risco de espalhamento da doença no sistema penitenciário fluminense. Uma das medidas era a suspensão de visitas e a adoção de critérios e regras especiais para o contato entre presos e advogados na cadeia.

A Justiça do Rio de Janeiro já tinha autorizado que presos em regime aberto e semiaberto pudessem permanecer em casa e longe das prisões até o fim desse mês para evitar o risco de contaminação nas unidades.

Na segunda-feira, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou que a situação da população carcerária em meio ao avanço da pandemia do novo coronavírus estava “sob controle”.

Segundo dados do Depen, o Brasil encerrou 2019 com cerca de 748 mil presos. O Estado do Rio de Janeiro tinha mais de 50 mil detentos no ano passado.

Por Rodrigo Viga Gaier; Edição de Pedro Fonseca

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below