May 26, 2020 / 9:47 PM / in 2 months

Bolsonaro diz que pobre está ficando miserável e reitera apelo por fim de isolamento

Bolsonaro fala ao deixar Palácio da Alvorada 13/5/2020 REUTERS/Adriano Machado

(Reuters) - Em novo apelo para que a economia seja reaberta em meio à pandemia da Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira que o pobre está ficando miserável e a classe média está ficando pobre.

Em declarção a jornalistas no Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que o governo deve garantir uma quarta parcela de ajuda aos chamados vulneráveis, mas acrescentou que terá um valor menor do que os 600 reais das primeiras três parcelas.

“Estamos pagando a segunda parcela, teremos a terceira e já nos preparamos para a quarta, que não será de 600, vai ser um valor menor”, disse Bolsonaro.

O presidente disse que, como chefe de Estado, tem que tomar decisões, mas está de mão atadas por decisão do Supremo Tribunal Federal, que determinou que governadores e prefeitos têm autoridade para decidir sobre o isolamento social, forma de frear a propagação do novo coonavírus. O Brasil tem batido seguidos recordes de novos casos e mortes diárias pela Covid-19.

O presidente disse lamentar as mortes e que é preciso fazer o possível para reduzir os óbitos, mas repetiu que a crise econômica pode causar muito mais mortes no futuro.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below