May 27, 2020 / 6:29 PM / a month ago

Após operação contra bolsonaristas, PGR pede suspensão de inquérito das fake news,

Augusto Aras, procurador-geral da República 26/09/2019 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu nesta quarta-feira a suspensão do inquérito das fake news até o julgamento de uma ação pelo Supremo Tribunal Federal que questiona o seu trâmite, horas após a Polícia Federal ter realizado uma série de diligências contra bolsonaristas por ordem do ministro do STF Alexandre de Moraes.

Em manifestação enviada a uma ação movida pela Rede que tramita no Supremo, Aras contesta o fato de a Procuradoria-Geral da República não ter direito a se manifestar nos autos desse inquérito.

“Neste dia 27 de maio, contudo, a Procuradoria-Geral da República viu-se surpreendida com notícias na grande mídia de terem sido determinadas dezenas de buscas e apreensões e outras diligências, contra ao menos 29 pessoas, sem a participação, supervisão ou anuência prévia do órgão de persecução penal que é, ao fim, destinatário dos elementos de prova na fase inquisitorial”, contestou o procurador-geral.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below