for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Maia volta a defender reformas e diz esperar proposta do governo para mudança administrativa

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) 10/07/2019 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a defender nesta quinta-feira a realização de reformas após a fase crítica da pandemia de Covid-19, disse esperar que o governo encaminhe sua proposta para reorganizar a estrutura administrativa do Estado e poder trabalhar com o Executivo para um consenso.

Em seminário virtual da Comissão Externa de Ações contra o Coronavírus, Maia aproveitou para afirmar que será necessário ter regras claras, segurança jurídica e uma revisão dos gastos do Estado para retomada de investimento após a pandemia

O presidente da Câmara disse ainda que a Casa deve retomar, no segundo semestre, a discussão sobre a autonomia do Banco Central e o debate da reforma tributária.

“Agora precisamos avançar”, disse o presidente da Câmara, ao citar a aprovação da reforma da Previdência, no ano passado.

“Acho que a autonomia do Banco Central, no segundo semestre, precisa entrar na pauta, a reforma tributária, esperando logo após esse período mais crítico que o governo encaminhe a reforma administrativa, para que, em conjunto com a reforma do Congresso Nacional administrativa, a gente possa dar os próximos passos para essa recuperação econômica e social do nosso país.”

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up