for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Maia defende que adiamento de eleição seja decidido a partir de critérios técnicos de saúde

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia 08/08/2019 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) defendeu nesta sexta-feira que seja criado um “núcleo técnico” que leve em conta dados e números relacionados à saúde para municiar as discussões sobre eventual adiamento das eleições municipais de outubro.

Há previsão que um grupo de parlamentares, junto com Maia e o presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), reúna-se nesta sexta-feira com o novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, para discutir o tema.

“Eu acho que o mais importante é criar um núcleo técnico para a gente avaliar do ponto de vista da saúde as condições de realizar as eleições em 4 de outubro, ou ter que adiar para 15 de novembro ou 6 de dezembro”, disse Maia em entrevista à rádio Bandeirantes.

“Mas para tomar uma decisão, a gente precisa estar baseado em números, em dados concretos. E para isso, a gente tem que organizar, reunir um grupo técnico para que ele possa dar os elementos para o Parlamento poder decidir.”

Maia também tem demonstrado a preocupação com a saída legislativa a ser adotada para adiar as eleições sem que isso implique na prorrogação de mandatos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up