for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

DEM expulsa líder de grupo de inspiração militar que apoia Bolsonaro

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro protestam contra o STF 09/05/2020 REUTERS/Ueslei Marcelino

SÃO PAULO (Reuters) - O DEM anunciou nesta terça-feira que expulsou de seu quadro de filiados a ativista Sara Fernanda Giromini, conhecida como Sara Winter, líder do 300 do Brasil, grupo de inspiração militar que apoia o presidente Jair Bolsonaro e um dos alvos de operação recente da Polícia Federal no âmbito do inquérito das fake news aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“O Democratas Nacional decidiu, na manhã desta terça-feira (2), aplicar a sanção sumária de expulsão à Sara Fernanda Giromini --com cancelamento de filiação partidária-- pelo descumprimento dos deveres éticos previstos estatutariamente”, afirmou o presidente do DEM e prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto em nota.

“É importante ressaltar que o Democratas repudia, de forma veemente, quaisquer atos de violência ou atentatórios ao Estado de Direito, ao regime democrático e às instituições brasileiras”, acrescentou.

A resolução de expulsão de Sara Winter, assinada por ACM Neto, aponta envolvimento dela em “movimentos radicais contra o Estado de Direito e o regime democrático” e afirma que a sigla “repudia veementemente quaisquer atos de violência e de menosprezo às instituições brasileiras”.

A ativista liderou no fim de semana um grupo que protestou com tochas e máscaras em frente ao prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) em Brasília.

Procurada, Sara Winter não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

Por Eduardo Simões

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up