June 3, 2020 / 12:13 AM / a month ago

Fachin nega pedido da Rede para desistir de ação no STF que questiona validade de inquérito das fake news

Ministro do STF Edson Fachin 03/10/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta terça-feira pedido da Rede Sustentabilidade que tentou desistir da ação, movida pelo partido ano passado, que questiona a validade do inquérito das fake news.

Na véspera, o STF havia divulgado que vai julgar na quarta-feira da próxima semana a ação, quando o presidente da corte, Dias Toffoli, já terá retomado ao trabalho após licença médica.

Na decisão, Fachin destacou a relevância da matéria e que nesse tipo de ação não pode haver desistência, conforme pediu a Rede recentemente.

Na semana passada, o ministro do STF havia pedido que o processo fosse pautado pela presidência do tribunal.

A iniciativa de Fachin ocorreu dias após o colega dele do Supremo, Alexandre de Moraes, ter autorizado no inquérito das fake news medidas de busca e apreensão e quebras de sigilo bancário e fiscal de aliados do presidente Jair Bolsonaro.

O presidente criticou duramente a ação realizada pela Polícia Federal por ordem de Moraes.

Inicialmente a favor do inquérito, o procurador-geral da República, Augusto Aras manifestou-se contra a investigação.

O STF deve analisar o pedido apresentado por Aras que questionou a operação autorizada por Moraes ter sido realizada sem a supervisão do Ministério Público.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below