for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Brasil apoia investigação sobre OMS antes de fim da pandemia, diz Araújo

Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, na Cidade da Guatemala 19/02/2020 REUTERS/Luis Echeverria

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou na manhã desta terça-feira que o Brasil subscreveu uma proposta de investigação e reforma da Organização Mundial de Saúde (OMS) antes mesmo do fim da pandemia de Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus.

Segundo Araújo, o Brasil está em coordenação com Austrália e União Europeia para levar adiante uma investigação sobre a influência de “atores políticos” sobre “métodos de transparência” e outras questões em relação à resposta da organização à epidemia.

Existem duas propostas sendo analisadas na Assembleia-Geral da OMS. Uma delas foi apresentada por Austrália e União Europeia sobre uma investigação sobre a origem e a expansão do novo coronavírus no mundo.

Uma outra proposta feita em cima de um texto apresentado pela UE pede uma avaliação externa especificamente da resposta em relação à epidemia de coronavírus. Esse texto tem apoio de Japão, Austrália, Canadá, Reino Unido, entre outros. Até agora, o texto pede que a própria OMS inicie uma avaliação externa “independente, imparcial e completa” da ação da Organização na epidemia.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up