for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Ministro da Secretaria de Governo anuncia que pedirá para entrar para a reserva do Exército

Ministro Luiz Eduardo Ramos 22/04/2020 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos, anunciou nesta quinta-feira que entrará com requerimento na próxima semana para ser transferido à reserva remunerada do Exército.

EM nota, o ministro afirma que entrará com o pedido, em 1º de julho, deixando definitivamente a instituição da qual fazia parte desde 1973, quando ingressou na Escola Preparatória de Cadetes.

O ministro alega, na nota, que no exercício do cargo de ministro de Estado deixou de participar de reuniões e decisões estratégicas do Exército, embora se mantivesse no serviço ativo, mas licenciado do Alto-Comando do Exército (ACE).

“Com esta decisão, afasto de forma definitiva e irrevogável, a possibilidade do meu retorno às lides da caserna, o que poderia acontecer até dezembro de 2021, como também, do recebimento de uma nova missão oriunda do Comando do Exército”, diz o ministro, na nota.

“Ao ser convocado e aceitar a missão do presidente da República para exercer o cargo de ministro de Estado da Secretaria de Governo, ainda a frente do Comando Militar do Sudeste, o fiz com a certeza inabalável de que integraria uma equipe reunida em torno do objetivo inalienável de mudar a história do Brasil e construir um futuro melhor para as nossas próximas gerações, sempre sob a direção firme e segura de Jair Bolsonaro, nosso presidente. E com esse sentimento e certeza permaneço firme”, afirma Ramos.

Reportagem de Maria Carolina Marcello

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up