for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Polícia Rodoviária apreende 6 toneladas de maconha que tinham Rio de Janeiro como destino

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Mais de 6 toneladas de maconha foram apreendidas na noite de quinta-feira na rodovia Presidente Dutra, naquela que já é considerada a maior apreensão do tipo neste ano e a segunda mais expressiva da história, informou a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A maconha prensada estava em uma carreta e escondida entre paletes de madeira. A droga seria entregue nos complexos de favelas do Alda Maré, que é dominado por traficantes.

“A primeira informação era de 5 toneladas e na pesagem deu mais de 6 toneladas. É uma apreensão histórica, a maior do ano e provavelmente a segunda maior já feita”, disse à Reuters a inspetora da PRF Sheila Sena.

A apreensão aconteceu na altura da cidade de Piraí, no interior do Estado do Rio de Janeiro, e contou com apoio da Polícia Civil e de cães farejadores.

O motorista disse que receberia 25 mil reais para entregar o carregamento. Ele foi preso junto com outras três pessoas que faziam a escolta da droga. Dois suspeitos que aguardavam a remessa em um posto de combustíveis também foram detidos. Segundo o condutor, a maconha veio do Mato Grosso.

“Essa é uma rota conhecida. A droga normalmente vem do Paraguai, cruza a fronteira, passa pelo Mato Grosso e vem para o Rio pela Dutra”, disse a inspetora da PRF.

Os seis presos tinham antecedentes criminais e foram indiciados por tráfico de drogas e associação para tráfico de drogas.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up