for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Lava Jato de Curitiba pede a Aras prorrogação da força-tarefa por mais um ano

Procurador Deltan Dallagnol 25/07/2019 REUTERS/Rodolfo Buhrer

BRASÍLIA (Reuters) - A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba apresentou nesta quarta-feira ao procurador-geral da República, Augusto Aras, um pedido de prorrogação por mais um ano dos trabalhos do grupo, segundo informou a assessoria de imprensa do Ministério Público Federal no Paraná.

Augusto Aras --que tem tido embates com a força-tarefa de Curitiba-- tem até o dia 10 de setembro para decidir se renova a designação dos procuradores do grupo, sob a coordenação do procurador da República Deltan Dallagnol.

A força-tarefa foi criada em 2014. Atualmente, são 14 procuradores em Curitiba que atuam com dedicação exclusiva e 45 servidores auxiliando a força-tarefa. Se for autorizado, o grupo vai continuar trabalhando até setembro de 2021.

Reportagem publicada pela Reuters nesta terça-feira apontou que a força-tarefa de Curitiba, berço da maior operação contra corrupção no país, tem 400 inquéritos em andamento com várias frentes de investigação, como casos envolvendo empreiteiras, empresas estrangeiras e multinacionais que firmaram contratos com a Petrobras.

A operação, segundo admitem integrantes da força-tarefa, vivem o momento mais delicado durante sua existência.

Reportagem de Ricardo Brito

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up