November 19, 2014 / 2:28 PM / in 4 years

Dilma está "perto" de anunciar próximo ministro da Fazenda, diz fonte

Por Brian Winter

Presidente Dilma Rousseff durante evento no Palácio do Planalto, em Brasília, em foto de arquivo. 05/11/2014 REUTERS/Ueslei Marcelino

SÃO PAULO (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff está “perto” de anunciar o próximo ministro da Fazenda, disse uma fonte do governo nesta quarta-feira, escolha que ajudará a definir se ela adotará uma postura mais favorável aos mercados ou dobrará a aposta em políticas mais intervencionistas.

A fonte, que falou sob condição de anonimato, recusou-se a dizer exatamente quando a decisão será anunciada ou quem será escolhido para substituir o atual ministro, Guido Mantega.

“É provavelmente a decisão mais importante que ela tomará pelo resto de sua Presidência”, disse a fonte, explicando por que Dilma tem esperado tanto tempo para anunciar sua escolha após obter a reeleição em 26 de outubro.

Alguns investidores têm especulado que o anúncio pode vir já nesta quarta-feira, já que boa parte dos mercados não abrirão na quinta-feira, o que daria a investidores tempo para digerir a notícia.

Dilma disse que nomearia o sucessor de Mantega após voltar da cúpula do G20, que ocorreu na Austrália no último fim de semana. Ela voltou na segunda-feira e passou a maior parte de terça-feira com seu assessor mais próximo, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

A pressão sobre Dilma tem crescido nos últimos dias para nomear o sucessor de Mantega, com o crescente escândalo da operação Lava Jato, envolvendo a Petrobras, ameaçando ofuscar seu segundo mandato e prejudicar a economia já estagnada.

Muitos investidores torcem para que ela escolha Henrique Meirelles, ex-presidente do BC de 2003 a 2010, que sinalizaria mais ênfase em cortes nos gastos públicos e combate à inflação.

Dilma também está considerando o atual presidente do BC, Alexandre Tombini, e o ex-secretário-executivo da Fazenda Nelson Barbosa. Os dois nomes sinalizariam uma continuidade maior e provavelmente decepcionariam investidores.

O dólar tem renovado as máximas em quase uma década ante o real e a bolsa de valores tem sido golpeada nos últimos dias, com investidores especulando sobre quem pode ser escolhido.

Reportagem adicional de Jeferson Ribeiro, em Brasília

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below