July 17, 2015 / 5:20 PM / in 3 years

Governo diz esperar que rompimento de Cunha não reflita na presidência da Câmara

SÃO PAULO (Reuters) - O governo federal disse em nota nesta sexta-feira esperar que a decisão do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de romper com o Executivo não se reflita em suas atividades como presidente da Casa e afirmou que atua com “total isenção” em relação às investigações realizadas pelas autoridades competentes.

Mais cedo, Cunha anunciou seu rompimento com o governo e sua ida para a oposição por conta do que, segundo ele, é uma ação conjunta do governo com o procurador-geral da República para constrangê-lo nas investigações da operação Lava Jato, que investiga um esquema bilionário de corrupção na Petrobras.

Por Eduardo Simões

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below