August 5, 2015 / 10:55 PM / in 3 years

Justiça condena executivos ligados à OAS por esquema de corrupção na Petrobras

SÃO PAULO (Reuters) - O juiz federal Sergio Moro condenou nesta quarta-feira executivos ligados à empreiteira OAS por envolvimento no bilionário esquema de corrupção na Petrobras investigado pela operação Lava Jato.

Entre os crimes a que foram condenados os executivos da companhia estão corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O presidente da construtora, José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, foi condenado por esses três crimes a 16 anos e 4 meses de prisão, além do pagamento de multa.

Os executivos foram condenados por irregularidades praticadas por representantes da OAS nas obras de duas refinarias da Petrobras —Abreu e Lima, em Pernambuco, e Getúlio Vargas, no Paraná.

Também foram condenados neste processo o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Yousseff. Os dois fizeram acordos de delação premiada em troca de redução da pena.

Procurada, a OAS informou que ainda não foi intimida sobre a decisão e que apenas se pronunciará após tomar conhecimento do inteiro teor da sentença.

Por Eduardo Simões

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below