October 2, 2015 / 8:45 PM / 3 years ago

General que comandava Gabinete de Segurança lamenta rebaixamento; espera que decisão seja revertida

BRASÍLIA (Reuters) - O ex-ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general José Elito Carvalho Siqueira, lamentou em nota divulgada nesta sexta-feira a perda de status de ministério da GSI, após reforma administrativa anunciada pela presidente Dilma Rousseff, e disse desejar que a decisão seja retificada “no mais curto prazo”.

Na nota, o general afirma que argumentou com a presidente e com o então ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, sobre a necessidade de manutenção do status da GSI e de não inclusão do órgão no que classificou de “mudança política”.

Ainda de acordo com o comunicado, Elito disse que após as conversas com Dilma, com Mercadante e com demais membros do primeiro escalão do governo, esperava que o status ministerial fosse mantido.

“Ao saber no dia de hoje do conteúdo da reforma, cumpre-me, por um dever de lealdade e em memória aos que me antecederam, lamentar a decisão tomada que, no mais curto prazo, desejo que seja retificada para o bem da sociedade e do Brasil”, escreveu o militar.

O GSI passará a ser um gabinete militar subordinado à Presidência. Com a perda do status de ministério, caberia a Elito decidir se permanece no gabinete, já que segundo fontes do governo, ele não foi demitido. Entretanto, a interpretação dentro do Planalto, e ainda de acordo com essas fontes, é que com a nota lamentando o rebaixamento do GSI, o ministro fez a opção de deixar o governo.

No documento, Elito agradece a Dilma pelo respeito mostrado por ela a ele no período que exerceu a função e disse ser grato também aos demais ministros e aos funcionários do GSI.

Argumenta, entretanto, que o GSI tinha o status de ministério desde 1938 e que o órgão tem “competências institucionais que exigiram, desde a sua criação, o nível ministerial”.

“Deixo o cargo de ministro de Estado chefe do GSI imensamente feliz e realizado pelo trabalho institucional executado. Agradeço à senhora presidenta as demonstrações de respeito durante esses 4 anos e 9 meses, desejando que o seu governo saiba conduzir nosso país e seu povo ao destino que merecem”, afirmou.

Reportagem de Lisandra Paraguassu, com reportagem adicional de Eduardo Simões em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below