February 17, 2018 / 5:41 PM / in 9 months

Maia diz que consultará STF sobre reforma da previdência durante intervenção no RJ

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse neste sábado que vai consultar o Supremo Tribunal Federal (STF) sobre se é possível votar a proposta de reforma da previdência durante a de intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro.

Maia disse entender que o Congresso e o poder Judiciário não aprovariam uma emenda constitucional nesse ambiente, dado que em períodos de intervenção a Constituição Federal proíbe a votação de emendas, como a reforma previdenciária.

Para o deputado, a intervenção anunciada na véspera pelo presidente Michel Temer, dificultou a missão de agregar a base e conseguir votos para votar as mudanças previdenciárias, mas prometeu dar continuidade ao debate.

“Vou consultar o Supremo (...) Estamos numa situação atípica”, declarou Maia. “É claro que ninguém vai votar para não promulgar; se não for agora vai ser debate nas eleições e ficará com o próximo governo já em 2019”, disse Maia a jornalistas após evento no Palácio Guanabara.

Segundo ele, o decreto da intervenção será votado pelo Congresso na próxima segunda-feira, que escolheu a deputada federal Laura Carneiro (PMDB-RJ) como relatora da matéria.

Por Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below