March 22, 2018 / 8:13 PM / 6 months ago

Sem julgar mérito, dois ministros do STF votam que pedido de habeas corpus é incabível

BRASÍLIA (Reuters) - Dois ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) —Edson Fachin e Luís Roberto Barroso— votaram nesta quinta-feira que o pedido de habeas corpus preventivo feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é incabível, sem entrar na análise de mérito do pedido.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva 19/03/2018 REUTERS/Diego Vara

Outro ministro a votar no caso até o momento, Alexandre de Moraes votou pelo cabimento do pedido. Os magistrados da corte analisam se foi adequado o instrumento processual escolhido pela defesa de Lula para tentar impedir que ele seja preso após esgotados os recursos contra sua condenação em segunda instância no caso do tríplex no Guarujá.

Se a maioria dos ministros entender que o instrumento processual foi o correto, passarão a analisar o mérito do pedido.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below