April 6, 2018 / 11:19 AM / 3 months ago

Ex-diretor de empresa rodoviária de SP em governos tucanos é preso pela PF

SÃO PAULO (Reuters) - A Polícia Federal prendeu preventivamente nesta sexta-feira Paulo Vieira de Souza, ex-diretor da Dersa durante governos do PSDB em São Paulo, para garantir a instrução criminal após ser aceita denúncia contra ele por desvios de recursos em obras públicas, informou o Ministério Público Federal (MPF).

Agente da Polícia Federal no Rio de Janeiro 26/01/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

O ex-diretor estatal de desenvolvimento rodoviário de São Paulo, conhecido como Paulo Preto, foi denunciado pela força-tarefa da Lava Jato em São Paulo pelos crimes de formação de quadrilha, peculato e inserção de dados falsos em sistema público de informação. A denúncia foi aceita pela Justiça.

“Os mandados foram cumpridos nesta manhã pela Polícia Federal”, informou o MPF em São Paulo, acrescentando que também foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa do ex-diretor.

O MPF acusa o ex-diretor e outras quatro pessoas de desviar entre 2009 e 2011 o equivalente a 7,7 milhões de reais, em valores da época, na forma de dinheiro em espécie e de imóveis. O montante seria destinado ao reassentamento de pessoas desalojadas pela Dersa para a realização das obras do trecho sul do Rodoanel, o prolongamento da avenida Jacu Pêssego e a Nova Marginal Tietê, na região metropolitana de São Paulo.

A defesa de Paulo Preto não foi imediatamente encontrada para comentários.

Reportagem de Eduardo Simões

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below