August 31, 2018 / 5:09 PM / 3 months ago

PT começa inserções na TV com aposta em slogan "Brasil Feliz de Novo" e liga Haddad a Lula

BRASÍLIA (Reuters) - O PT divulgou nesta sexta-feira a primeira inserção da propaganda eleitoral em rádio e televisão do partido com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ator principal, mas aproveita para reforçar a imagem de Fernando Haddad, atual vice na chapa da legenda, como homem de Lula, e investe no mote de “fazer o Brasil feliz de novo”.

Candidato a vice na chapa do PT, Fernando Haddad, e presidente do partido, Gleisi Hoffmann, durante caminhada com apoiadores em Curitiba 30/08/2018 REUTERS/Rodolfo Buhrer

O vídeo, com 30 segundos de duração, será veiculado durante a programação desta sexta-feira das emissoras de rádio e TV por cinco vezes, o número de inserções que o PT tem direito de acordo com a legislação eleitoral.

A fala de Lula, que está preso em Curitiba desde abril condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, foi retirada de uma entrevista a uma rádio de Salvador, em agosto do ano passado, durante as caravanas que o ex-presidente fez pelo Nordeste.

“O povo não é bobo, sabe o que acontecia quando a gente estava no governo. Esse povo sorria, esse povo comia, esse povo trabalhava, esse povo recebia salário, esse povo estudava”, diz o ex-presidente. “E isso é possível a gente devolver para o povo”.

Haddad aparece em seguida, se apresentando como vice e dizendo: “Vamos trazer o Brasil de Lula de volta”.

O slogan da campanha de Lula é “O Brasil Feliz de Novo”. A primeira inserção bate na ideia de que voltando ao poder, o ex-presidente —ou seu representante Haddad— poderá trazer de volta o período de prosperidade que o país vivenciou no período em que ele esteve no Planalto.

Nesta sexta-feira, em sessão extraordinária, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve decidir sobre manter ou não o registro da candidatura de Lula, que, por ter sido condenado em segunda instância, pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Se tiver o registro cassado, Lula deverá ser substituído por Haddad, mas as propagandas políticas terão que ser alteradas. Se não for o candidato, o tempo em que Lula aparece nas mensagens terá que ser limitado.

TRANSIÇÃO

Também nesta sexta-feira, um vídeo de outra inserção do PT foi publicado pela coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo. A Reuters verificou sua autenticidade, mas, de acordo com fontes petistas, houve um vazamento que ainda está sendo apurado pelo partido. A intenção era de que fosse divulgado apenas nas inserções de domingo.

O vídeo, segundo fontes, não pode ser considerado uma “transição”, mas já centra mais em Haddad para apresentar o vice que está fazendo campanha em lugar do ex-presidente e ainda é desconhecido de boa parte do país. Lula faz elogios a Haddad, que foi ministro da Educação em seu governo.

Dos 30 segundos, Lula aparece em 14 falando do desempenho de Haddad como seu ministro de Educação, e diz que em sete anos no cargo ele “se transformou no ministro mais importante desse país”.

Em seguida, entra Haddad: “Pode ter certeza, juntos vamos fazer o Brasil feliz de novo”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below