September 26, 2018 / 9:33 PM / 3 months ago

Justiça torna 33 réus por cartel do Rodoanel em São Paulo

Trecho do Rodoanel em São Bernardo do Campo 10/2/2015 REUTERS/Paulo Whitaker

BRASÍLIA (Reuters) - A Justiça Federal tornou réus 33 envolvidos em fraudes que resultaram em prejuízos milionários durante a execução de obras do Rodoanel Sul e no sistema viário de São Paulo, informou em nota o Ministério Público Federal paulista nesta quarta-feira.

Todos foram alvo de uma denúncia da Força Tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo por formação de cartel, ajuizada em agosto.

Segundo a acusação, o esquema baseou-se no conluio entre construtoras que, a partir de 2004, atuaram para eliminar a concorrência e coordenar a definição dos preços de execução dos serviços. Elas tiveram o auxílio de agentes vinculados às empresas Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) e Emurb (Empresa Municipal de Urbanização de São Paulo), companhias públicas responsáveis pelas licitações.

Entre os réus está o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, vulgo Paulo Preto.

O MPF informou que, com o intuito de garantir maior celeridade à tramitação, a 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo acolheu também o pedido para que o processo fosse desmembrado em sete ações penais. Duas delas se referem exclusivamente à participação dos agentes públicos.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below