October 4, 2018 / 11:11 PM / 12 days ago

Bolsonaro lidera corrida presidencial com 35% e Haddad tem 22%, diz Datafolha

SÃO PAULO (Reuters) - O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, segue na liderança da corrida presidencial com 35 por cento da preferência do eleitorado, ampliando a vantagem sobre o petista Fernando Haddad, que vem em segundo lugar com 22 por cento, mostrou pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira.

Montagem com fotos dos candidatos à Presidência do PSL, Jair Bolsonaro, e do PT, Fernando Haddad REUTERS/Adriano Machado/Fotos de arquivo

Levantamento anterior do instituto, divulgado na terça-feira, mostrava Bolsonaro com 32 por cento, enquanto Haddad aparecia com 21 por cento.

A pesquisa desta quinta-feira apontou ainda Ciro Gomes (PDT) com 11 por cento, mesmo patamar da terça; Geraldo Alckmin (PSDB) tem 8 por cento, eram 9 por cento há dois dias, e Marina Silva (Rede) soma os mesmos 4 por cento da pesquisa anterior.

João Amoêdo (Novo) aparece com 3 por cento, mesmo patamar da pesquisa de terça, Henrique Meirelles (MDB) e Alvaro Dias (Podemos) também mantiveram o mesmo patamar, de 2 por cento cada. Cabo Daciolo (Patriotas) oscilou 1 ponto para baixo, ficando com 1 por cento.

Brancos e nulos somam 6 por cento, eram 8 por cento na terça, ao passo que o percentual dos que não sabem ou não responderam é de 5 por cento, mesmo patamar de dois dias atrás.

Pelo critério de votos válidos, Bolsonaro soma 39 por cento, contra 38 por cento na terça, enquanto Haddad registra 25 por cento, ante os 24 por cento de dois dias atrás.

Ciro tem 13 por cento dos votos válidos —12 por cento na terça—, Alckmin tem 9 por cento —ante 10 por cento na terça— e Marina soma os mesmos 4 por cento da pesquisa anterior.

Os votos válidos, que excluem os brancos e nulos, são usados pela Justiça Eleitoral na contagem oficial de votos. Para vencer a eleição já no primeiro turno um candidato precisa obter metade mais um dos votos válidos.

SEGUNDO TURNO E REJEIÇÃO

Em uma simulação de segundo turno entre Bolsonaro e Haddad, o candidato do PSL aparece com 44 por cento, enquanto o petista soma 43 por cento. Na pesquisa de terça, Bolsonaro estava com 44 por cento contra 42 por cento de Haddad.

Bolsonaro perderia, de acordo com o Datafolha, um eventual segundo turno contra Ciro —48 a 42 por cento para o pedetista— e sofreria derrota numérica, mas em empate técnico dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais, para Alckmin —43 a 42 por cento para o tucano.

Alckmin aparece numericamente à frente de Haddad em eventual segundo turno, mas em empate técnico no limite da margem de erro —42 a 38 por cento.

O Datafolha também pesquisou a rejeição dos presidenciáveis e Bolsonaro segue como o mais rejeitado, mantendo o índice de 45 por cento da pesquisa de terça-feira. Haddad se manteve como o segundo mais rejeitado, com 40 por cento, ante 41 por cento na sondagem anterior.

Marina é rejeitada por 28 por cento, ante 30 por cento, enquanto Alckmin manteve a rejeição de 24 por cento registrada na terça. Ciro tem rejeição de 21 por cento, ante 22 por cento na pesquisa anterior.

O Datafolha ouviu 10.930 pessoas entre quarta e esta quinta. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais.

Por Eduardo Simões

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below