February 7, 2019 / 9:35 PM / a month ago

Fux, do STF, reafirma entendimento e paralisa processos de instâncias inferiores que suspendiam tabela do frete

Caminhoneiros fazem ação em rodovia durante greve em 2018. 22/05/2018. REUTERS/Rodolfo Buhrer -

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), voltou a determinar nesta quinta-feira a paralisação dos processos de instâncias inferiores que suspendiam a aplicação da tabela de frete rodoviário até o julgamento final de ação sobre o assunto.

A Advocacia-Geral da União (AGU) tinha reclamado do fato de que mesmo após a entrada em vigor da lei da tabela do frete, em agosto de 2018, magistrados de instâncias inferiores estariam concedendo liminares para suspender a aplicação dela.

A AGU listou ao STF ao menos 19 ações individuais ou coletivas em que liminares foram concedidas para suspender a aplicação da tabela.

Na decisão, Fux disse que as razões da liminar que concedeu no dia 14 de junho do ano passado permanecem “hígidas”. Naquela ocasião, ele suspendido a tramitação de todas as ações na Justiça Federal que questionavam a medida provisória — posteriormente convertida em lei — que instituiu política de preços mínimos do transporte rodoviário de cargas.

“Permitir a continuidade de ações que versem sobre a compatibilidade entre a resolução e a lei seria, por via transversa, tornar sem efeito a determinação de suspensão anteriormente proferida”, disse Fux, na decisão, ao destacar que outros ministros do STF têm seguido a mesma linha dele.

Reportagem de Ricardo Brito

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below