April 27, 2019 / 7:08 PM / 4 months ago

Bolsonaro prefere elogiar Maia após declarações do presidente da Câmara sobre Carlos e Eduardo

(Reuters) - Jair Bolsonaro preferiu elogiar novamente o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e procurou evitar novas polêmicas um dia depois de seus filhos serem alvo de declarações polêmicas do deputado.

Bolsonaro e Maia mostram a proposta de reforma da Previdência enviada pelo governo ao Congresso 20/02/2019 Luis Macedo/Câmara dos Deputados/Divulgação via REUTERS

“Eu tenho certeza que isso é um fake. Eu gosto do Rodrigo Maia, ele tem respeito por mim e eu tenho por ele”, disse Bolsonaro a jornalistas neste sábado.

“Mandei uma mensagem, via Onyx (Lorenzoni, ministro da Casa Civil), para ele ontem à noite, dizendo que o que nós dois juntos podemos fazer não tem preço”, acrescentou. “O Rodrigo Maia é uma pessoa importantíssima para o futuro de 208 milhões de pessoas, espero brevemente poder conversar com ele.”

Em entrevista publicada na sexta-feira pelo site BuzzFeed, Maia disse que o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) está deslumbrado com a situação de ter o pai presidente. Mas as declarações mais sensíveis foram dirigidas a Carlos Bolsonaro, vereador pelo PSC no Rio de Janeiro.

“O Bolsonaro colocou o filho com 17 anos para disputar contra a própria mãe desse filho. Ele derrotou a mãe para vereador. Isso deve ser normal na cabeça de um ser humano? Derrotar uma mãe com 17 anos? Isso deve ter gerado muito problema na cabeça do Carlos”, disse Maia, segundo o site.

Mas perguntado se a atuação de Carlos nas redes sociais têm afetado o Congresso Nacional, Maia disse acreditar que quem comanda tudo é o pai.

“Ninguém fica preocupado com Carlos, todo mundo tem convicção de que o Bolsonaro é que comanda isso. E eu não acredito, e ninguém acredita mais, que é o Carlos que comanda esse jogo.”

Sobre Eduardo, o presidente da Câmara disse que “ele não era nada, era um deputado do baixíssimo clero, o pai vira presidente, ele passa a ser chamado pela equipe do Trump, pela equipe de não sei o quê”.

“Um pouquinho de vaidade é um direito, não é? Não vamos exagerar também, achar que ele não pode ter um momento de deslumbramento. Quem é que nunca teve?”, ponderou.

Por outro lado, Maia elogiou o presidente, afirmando que Bolsonaro “não é uma pessoa que deixa de cumprir a palavra dele... ele nunca traiu a palavra dele”.

Há poucas semanas Maia e Bolsonaro trocaram farpas públicas que colocaram em xeque o engajamento do presidente da Câmara pela aprovação da reforma da Previdência. Mas nos últimos dias, o presidente fez questão de fazer afagos públicos ao deputado.

Por Alexandre Caverni, em São Paulo; Edição de Maria Pia Palermo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below