July 16, 2019 / 9:11 PM / a month ago

Maia diz que oposição e governadores têm de apoiar inclusão de Estados na Previdência

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia 10/07/2019 REUTERS/Adriano Machado

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta terça-feira que partidos de oposição e governadores precisam atuar para que Estados e municípios sejam incluídos na reforma da Previdência em uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) paralela que deve ser criada pelo Senado.

Em conversa com jornalistas, Maia disse que, após a votação da PEC da reforma da Previdência em segundo turno na Câmara, prevista para 6 de agosto, o Senado assumirá o protagonismo da matéria e avaliou que o apoio de governadores e partidos de oposição à proposta de inclusão de Estados e municípios deverá começar já no Senado.

“O Senado tem o direito e vai ter —se Deus quiser a partir do dia 8— todo o protagonismo nessa matéria, sob a liderança do presidente Davi, que a gente sabe que vai fazer com muita competência, que é o que ele tem demonstrado desde que assumiu a presidência do Senado”, disse Maia.

“A forma como eles vão construir, volta para a Câmara e a gente faz todo o trabalho. A única coisa que vai precisar acontecer quando voltar para a Câmara é que os partidos e todos os governadores colaborem, se não a gente vai ter dificuldade de aprovar”, disse o presidente da Câmara.

Ele lembrou que Estados e municípios foram retirados da reforma na Câmara por uma questão política, que ele defendeu ser necessário deixar clara.

“A gente vai precisar que o PT, que o PSB, que o PDT, que o PCdoB possam ajudar a aprovar a PEC paralela. Se não vai acabar tendo obstrução de alguns, pelos mesmos motivos que nós tivemos que tirar os Estados e municípios da PEC da Previdência que o governo encaminhou”, disse.

“Tem Estados onde os governadores estão defendendo a inclusão de seus Estados, mas os seus deputados estão votando contra. Isso gerou um conflito na Câmara e por isso a Câmara retirou. É por isso que a gente pede que já no Senado a gente possa já ter uma votação da parte dos Estados um pouco mais ampla, porque isso já sinaliza que, na Câmara, você vai ter um ambiente de voto que pode chegar inclusive a quase todos deputados.”

Por Eduardo Simões, em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below