April 15, 2020 / 12:50 AM / 2 months ago

Bolsonaro tenta isolar Maia, que entra em choque com equipe econômica

Por Maria Carolina Marcello, Lisandra Paraguassu e Marcela Ayres

13/04/2020 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA, 14 Abr (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro ensaiou nova tentativa de isolar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao convidar para conversa nesta terça-feira Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Congresso Nacional, mas o deputado, em disputa com a equipe econômica, tem conseguido garantir a aprovação das propostas que defende.

Bolsonaro tomou a iniciativa e convidou Alcolumbre para um café da manhã desta terça-feira, um gesto de cordialidade com o chefe do Legislativo. O presidente já havia tentado um encontro com o senador na semana passada, via ministros, mas faltava clima, na opinião do parlamentar.

Nesta semana, no entanto, Bolsonaro telefonou para o senador, que correspondeu ao convite. Os dois debateram a pauta do Senado, mas segundo uma fonte, não houve qualquer definição ou decisão sobre propostas patrocinadas por Maia já encaminhadas para análise dos senadores —a chamada PEC do orçamento de guerra e o polêmico projeto aprovado na véspera de auxílio a Estados e municípios.

Na tarde desta terça, durante sessão do Senado, Alcolumbre anunciou que cobraria “reciprocidade” da Câmara e avisou que só pautará o projeto sobre os entes federativos quando deputados analisarem medidas de autoria dos senadores, referindo-se especificamente a medida que trata de microcrédito para enfrentamento da crise. Já a PEC tem votação prevista para a quarta-feira no plenário da Casa.

Bolsonaro, que praticamente não tem uma base no Congresso, vinha dando sinais de sua movimentação ao convidar, na última semana, lideranças do PP e do PL, na avaliação de uma fonte.

Maia, no entanto, mantém relação próxima com o PL e o PP, além de lideranças da oposição, e tem demonstrado força política ao aprovar medidas que considera prioritárias, inclusive a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do orçamento de guerra, que precisava de quórum especial para ser aprovada.

Mas durante a crise, e principalmente no decorrer das conversas sobre o projeto de auxílio a Estados e municípios por meio da recomposição da queda de arrecadação de ICMS e ISS, a relação de Maia com o Ministério da Economia esgarçou.

Antes encarado como o fiador das propostas de ajuste fiscal, o presidente da Câmara mantinha boa relação com a equipe econômica. Agora, segundo uma fonte, “a corda rompeu” entre o deputado e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Na avaliação do líder do DEM na Câmara, Efraim Filho (PB), o ministro tem sofrido pressão por resultados, mas não abandona a visão fiscalista, ainda que o Parlamento já tenha aprovado autorização para o governo desconsiderar a meta fiscal.

Ao lembrar dos problemas de articulação do Executivo, o líder aponta a dificuldade do ministro da Economia em convencer os deputados de suas teses, o que acaba estressando a relação com a Câmara.

“É uma guerra de vaidades. O governo se incomoda com o protagonismo da Câmara, copia, muda o selo e quer adotar a autoria. Aconteceu com renda emergencial, com projeto de qualificação do FPM e FPE e agora se repete”, disse Efraim, referindo-se a projetos de iniciativa dos parlamentares posteriormente encampados pelo Executivo.

Fontes da Economia avaliam que Maia assumiu um lado no cabo de guerra entre Bolsonaro e os governadores, e optou pelos chefes dos executivos estaduais.

A escolha não ecoou bem, entre a equipe econômica, por considerar que o custo da crise acaba sendo jogado inteiramente no colo da União, sem que governadores assumam o custo pelas medidas de isolamento social, repetidamente criticadas e questionadas pelo próprio Bolsonaro. Essas mesmas fontes creditam o movimento de Maia a interesse eleitoral do deputado em seu Estado.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below