for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Bolsonaro compartilha vídeo com críticas a isolamento defendido por Mandetta

Presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada 14/04/2020 REUTERS/Adriano Machado

(Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro compartilhou nesta quarta-feira em suas redes sociais um vídeo com críticas às medidas de isolamento adotadas por Estados brasileiros e no exterior para conter a disseminação do coronavírus, reforçando sua posição contrária à defendida pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

A publicação ocorreu um dia após Mandetta avisar sua equipe no ministério que deve ser demitido por Bolsonaro até o final desta semana, segundo duas fontes, devido às diferenças de posições entre ambos, em especial relacionadas às medidas de isolamento, que são defendidas pelo ministros e atacadas pelo presidente.

Bolsonaro publicou em suas redes um vídeo narrado pelo jornalista Guilherme Fiuza com o título “Os Sócios da Paralisia”. Na gravação, Fiuza diz que medidas de isolamento adotadas em Nova York e na Itália, por exemplo, não conseguiram evitar o aumento da disseminação do novo coronavírus.

Ele também critica o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pela quarentena decretada no Estado e a decisão de monitorar o cumprimento das medidas de isolamento percentualmente, afirmando que não há embasamento científico para apoiar essa medição.

“Os efeitos do confinamento total sobre a evolução da epidemia não estão sendo demonstrados numericamente”, diz o jornalista.

Fiuza também faz uma referência a uma fala recente de Mandetta sobre a necessidade das autoridades de saúde de negociarem com traficantes e milicianos para organizar ações de combate ao coronavírus em localidades dominadas pelo crime organizado. Segundo ele, o ministro estaria explicando “que traficante também é gente”.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up